Tempo de leitura: 4,5 minutos.

Eu ainda não tinha ouvido esta expressão até assistir uma palestra online do Conrado Adholfo falando sobre Mindset empreendedor, que me forçou a pensar sobre isso e descobri que o meu fundo de poço não era muito raso e isso me permitia ser mais ousado e não temer os tropeços. Com certeza isso tem muito a ver com os resultados que obtive até aqui e também tem muito a ver com os resultados que você está obtendo.

Você está completamente satisfeito com seus resultados atuais? Continue lendo por mais 4 minutos para descobrir o seu fundo de poço e como isso deve estar limitando seus resultados.

É muito natural ouvir expressões do tipo “e se não der certo?” e também “e se eu perder dinheiro?”. Você provavelmente já falou ou pensou em uma dessas expressões e arrisco dizer, também já deixou de fazer algo por se sentir aterrorizado com estas perguntas, estou certo?

Normal, isso faz parte do nosso sistema de sobrevivência, que avalia os riscos das nossas ações. O problema acontece quando esta avaliação leva em consideração somente as perdas e descarta os possíveis ganhos e é justamente aqui que a definição de fundo de poço pode ajudar significativamente.

O que seria fundo de poço?

Como a própria expressão já fiz, é quando eu cheguei ao fundo do poço e não é possível descer mais, ou seja, quando você consideraria que está falido e tudo está perdido. Ex: eu considero o meu fundo de poço quando a minha família não tiver mais o que comer. Em outras palavras, esta seria a situação limite que eu poderia suportar.
Isso significa que se um dia eu me deparar com uma oportunidade cujo resultado negativo pode me levar a este fundo de poço, provavelmente vou declinar.

Sabendo isso, vamos voltar às questões anteriores:

1. E se não der certo?
Parece promissor e os possíveis resultados negativos podem me levar ao fundo do poço? Caso sim, não faço ou amenizo primeiro os riscos e depois faço. Caso não, faço pois o pior que pode acontecer ainda não é o meu fundo de poço.

2. E se eu perder dinheiro?
Parece promissor e a perda total do dinheiro pode me levar ao fundo do poço? Caso sim, não faço ou amenizo primeiro os riscos e depois faço. Caso não, faço pois o pior que pode acontecer é eu perder o dinheiro e mesmo assim ainda não chegarei ao meu fundo de poço.

Sacou a diferença?

O ERRADO É ERRADO MESMO QUE TODO MUNDO ESTEJA FAZENDO. O CERTO É CERTO MESMO QUE NINGUÉM ESTEJA FAZENDO.
Autor desconhecido


Perceba como é extremamente importante saber qual é o seu fundo de poço.
O medo é normal e faz parte do processo de decisão. O que não pode acontecer é deixar o medo tomar conta de você em todas as decisões. Eu conheço pessoas que não são capazes de correr riscos, pois não aceitam perder. Será que o fundo de poço destas pessoas é muito raso?

Se o seu fundo de poço for “meu nome está no SERASA”, provavelmente você irá declinar qualquer oportunidade que possa levá-lo a esta condição. Mas vamos refletir um pouco mais sobre isso.

Você leitor que está lendo este texto, acredita mesmo que ter o nome no SERASA é o fim da linha e tudo está perdido?

Eu considero este fundo de poço bem raso e se este é o seu fundo de poço, significa que você possui uma crença arraigada e limitante. Eu conheço diversas pessoas que já tiveram ou tem o “nome no SERASA” e nem por isso elas estão falidas. Na pior das hipóteses, a única coisa que vai acontecer é esta condição te limitar um pouco em suas ações, como comprar bens a prazo ou trabalhar em um órgão público. Isso não te limita nem para abrir uma empresa!
É claro que eu não estou te incentivando a não pagar as suas dívidas, apenas estou dizendo que isso não é o suficiente para quebrar uma pessoa financeiramente e psicologicamente, ou pelo menos não deveria ser.

Eu conheço empresários e empreendedores de sucesso que não só tiveram seus nomes listados no SERASA como faliram literalmente e mesmo assim, continuaram e alcançaram o sucesso. Se você perguntar a estas pessoas como elas conseguiram alcançar o sucesso, vai ouvir: eu precisei falir e fracassar para aprender o que eu não devo fazer novamente e assim, consegui alcançar o sucesso.
Imagine o que estas pessoas têm para nos ensinar!

QUEIME SEUS NAVIOS E ACABE COM TODAS AS POSSIBILIDADES DE BATER EM RETIRADA.
Napoleon Hill

Acredite, as vezes é preciso chegar ao fundo do poço para encontrar o seu caminho até o sucesso.

Não deixe que o seu fundo de poço seja uma crença limitante que tire constantemente as oportunidades do seu caminho. Permita-se ampliar o seu radar e você perceberá como as coisas começam a mudar para melhor gradativamente em sua vida.

Antes de dizer não a uma oportunidade, responda a estas duas perguntas:

Qual é o pior que pode acontecer se tudo der errado?
O que eu vou ganhar se der certo?

Se a resposta para a primeira pergunta te aterrorizar de alguma forma, lembre-se do seu fundo de poço e coloque na balança com a resposta para a segunda pergunta. Isso pode inclusive te ajudar a ficar menos ansioso(a) e preocupado(a) com o que “pode” acontecer de errado, pois saberá que por mais que algo dê errado, estará bem longe do limite que você pode suportar.

E você, já sabe qual é o seu fundo de poço?

Não se esqueça de deixar o seu comentário logo abaixo e compartilhar este texto com seus amigos.
Um ótimo final de semana e até semana que vem!

Comentários

comentários