Neste artigo eu vou te contar como eu avalio currílos para vagas da minha empresa e porque enviar um currículo é a pior forma de se conseguir um emprego.

Eu recebo entre 2 a 4 currículos na minha caixa de e-mail por dia e abro pouquíssimos. Ao longo dos anos e com o pouco tempo ocioso que eu tenho, tenho otimizado cada vez mais a análise de currículos e desde 2012 eu mudei complemente a forma como analiso currículos para vagas da minha empresa.
Os poucos que abro são porque me chamaram a atenção logo pelo “Assunto” do e-mail. Assuntos do tipo “Currículo” ou “CV” ou ainda “Nome de uma vaga que eu nem ofereço” são deletados imediatamente.
Se me chamar um pouco a atenção eu até abro, mas se não me prender a atenção no primeiro parágrafo do e-mail eu vou para o próximo.
Da mesma forma que eu, provavelmente outros empregadores fazem da mesma forma ou até pior.

Leia o próximo parágrafo com muita atenção!

Se você continuar fazendo as mesmas coisas que a maioria faz, vai obter os mesmos resultados que a maioria obtém.
Isso é válido para tudo na sua vida. Continue seguindo a boiada e terá o mesmo destino que a boiada tem. Ou seja, se você continuar enviando seu currículo como a maioria envia, vai ter o mesmo resultado que a maioria obtém e se o envio for para mim, significa que você provavelmente terá seu currículo deletado antes de ser analisado.

No ano passado eu assisti a uma entrevista fantástica na CBN com um Coach de Carreira (assista o vídeo no youtube) onde ele falou uma coisa linda: Empresas não respondem a currículos, empresas respondem a propostas de trabalho.

Isso significa que você precisa enviar uma proposta de trabalho e não simplesmente enviar o seu currículo para uma empresa como a maioria faz. Existe uma diferença muito grande entre as duas coisas e você pode me perguntar: Rodrigo, mas como faço isso? Abaixo apresentarei algumas dicas de como fazer isso.

  1. Tenha muito claro na sua cabeça que vaga você quer ocupar naquela empresa. Se quer ocupar uma vaga de Sysadmin Linux, não envie sua proposta de trabalho para uma vaga de Administrador de Banco de Dados.
  2. No campo “Área de Interesse” do seu currículo, NUNCA coloque interesse por mais de 2 áreas. Isso demonstrará que você não sabe o quer e está aceitando qualquer coisa. Isso aumenta o risco de permanência na empresa – se puder colocar apenas 1, melhor. Ninguém quer contratar alguém que vai permanecer na empresa apenas por 3 meses.
  3. Pesquise sobre a empresa, visite o site, veja aonde o domínio, o site e os e-mails estão hospedados. Isso pode te dar muitos argumentos para fazer uma proposta de trabalho bacana.
  4. Se o site e os e-mails da empresa estão hospedados em Windows, você pode até arriscar e dizer: Gostaria de oferecer meus serviços para migrar seu site e e-mails para um servidor Linux visando melhor compatibilidade com ferramentas e linguagens de programação abertas, barateando assim, o custo com licenças e manutenção.
  5. Se o site da empresa não funciona corretamente, começar o seu e-mail com o que você poderia fazer para melhorar este site já vai prender a atenção do leitor imediatamente.
  6. Sempre que possível coloque os seus resultados nos últimos empregos. Ex: quando assumi a vaga os e-mails da empresa não funcionavam corretamente e os usuários reclamavam todos os dias. Depois de 3 meses eu migrei os e-mails para um novo provedor com custo semelhante e nunca mais os usuários reclamaram novamente.
  7. Se possível, ligue para a empresa e seja curioso. Quem sabe você não detecta um sistema de atendimento ruim e falho. Esse será um prato cheio para a sua proposta de trabalho. Ex: Eu liguei para a sua empresa e percebi que o sistema de atendimento telefônico pode melhorar bastante, fazendo assim, assim e assim…e eu estou disposto a assumir este desafio e “resolver” este problema e para isso, preciso apenas de uma oportunidade. Lindo isso não?
  8. Prefira enviar sua proposta de trabalho juntamente com seu currículo em formato PDF, pois assim você garante que o design do documento será igual em qualquer plataforma que o leitor utilize.
  9. Cuidado com as gafes e o que você escreve no seu perfil em redes sociais, hoje os empregadores (inclusive eu) pesquisam seu perfil em redes sociais para saber como você se comporta socialmente.
  10. Sempre coloque a sua foto no currículo pois isso é diferencial. Se outras propostas não tem foto, a sua já está na frente.
  11. Sempre que possível coloque sua pretensão salarial, isso ajuda a economizar o tempo do avaliador e o seu. Pra que ir a uma entrevista se aquela empresa não pode pagar o que você quer?
  12. Participe de projetos de Software Livre, mesmo que seja apenas como documentador ou tradutor e coloque isso no seu currículo. Conta muitos pontos!
  13. Se você for de outra cidade diferente da empresa, coloque logo no primeiro parágrafo do e-mail: Quero me mudar para a cidade X e pesquisando na internet, encontrei a sua empresa e logo me interessei pela vaga XYZ.

Entendeu qual a diferença entre currículo e proposta de trabalho? Se você adicionar uma proposta de trabalho ao seu currículo, conseguirá aumentar em 90% as chances do seu e-mail e currículo serem abertos e analisados.
A proposta de trabalho pode ser escrita diretamente no corpo do e-mail, se o leitor gostar da proposta, vai abrir o seu currículo.
Se destaque e faça diferente da maioria!

Estas são as principais dicas que eu queria compartilhar com você.
Deixe seus comentários ou dúvidas logo abaixo.
Para finalizar: o conhecimento não vale nada se não puder ser compartilhado!

Até a próxima!

Comentários

comentários