Tempo de leitura: ~8 minutos. Você também pode ouví-lo no Podcast acima e ainda fazer download para ouvir aonde você quiser.

Sim, não tivemos artigo na semana passada e, apesar de o meu compromisso com você em relação à periodicidade dos meus artigos ser muito séria, um acontecido no penúltimo sábado foi mais importante e me afastou temporariamente da escrita e de outras atividades: o nascimento da minha segunda filha, a Lívia, que veio ao mundo perfeita e com muita saúde.

Obrigado, obrigado e obrigado a Deus e a todos aqueles que nos enviaram lindas mensagens :-)

Na semana passada aconteceram manifestações por todo o Brasil, mas o que me chamou mesmo a atenção foi um post no Facebook feito pelo Flávio 10500281_1030252943720986_424369294113179684_nAugusto do Geração da Valor. Na realidade o que capturou mesmo a minha atenção foi a foto utilizada no post, essa aqui ao lado.

A foto mostra um casal vestido de verde e amarelo que saiu para o protesto em família. O casal leva seu cachorro e, seus 2 filhos pequenos no carrinho de bebê estão aos cuidados de uma babá negra uniformizada.

O post original recebeu 93 mil curtidas, 7.714 comentários e 29.759 compartilhamentos no Facebook. Depois que compartilhei o post no meu perfil, recebeu mais 14 comentários.

A verdade é que eu recebi um soco no estômago ao analisar esta foto, pois fiz a análise utilizando lentes ainda ofuscadas pela vaidade, inveja, preconceito e vitimismos que a esta altura, já deveriam ter sido dissipados.

Reconheço é claro, que ainda me conheço pouco e ainda sou sugestionado a concordar com opiniões dos outros, que também são imperfeitos por natureza e pouco se conhecem.

E você, o quanto se conhece?

γνωθι σεαυτόν

É um aforismo grego, que significa: “Conhece-te a ti mesmo”.

É também o que está escrito na entrada do templo de Delfos, construído em honra a Apolo, o deus grego do sol, da beleza e da harmonia.

A frase completa é: “Conhece-te a ti mesmo e conhecerás os deuses e o universo.”

Este aforismo também foi utilizado por Sócrates e era o pilar de sua filosofia.

Eu fico realmente perplexo em reconhecer somente agora que algo já sabido há milênios, é e sempre será a única coisa que realmente importa durante a existência humana: CONHECER-SE!

Como isso foi cair em esquecimento e deixado de lado?

A nossa capacidade de olhar para fora é bem desenvolvida, então vamos aproveitar e conhecer o que estamos projetando. É sempre fácil apontar erros, condenar e exigir dos outros esquecendo que só conseguimos reconhecer aquilo que também possuímos.
Quando Sócrates disse “Só sei que nada sei”, tenho certeza de que não estava se referindo ao conhecimento do mundo, das coisas e do universo e sim, sobre o quanto se conhecia.

Que tal fazer algumas reflexões para tentar revelar o quanto você se conhece?

Vou deixar aqui algumas perguntas que podem te ajudar nesta reflexão.

  1. Faça uma análise sobre a foto em questão neste artigo. Assim que finalizar, pense o seguinte:
    a) Recebi uma aprovação interna genuína da minha consciência para esta conclusão ou ainda me sinto desconfortável?
    b) Se eu submete-se esta conclusão neste momento perante Deus ou perante o que você acredita ser de maior inteligência neste universo, será que receberia uma aprovação?
  2. Olhe para você mesmo, para a sua vida, para os seus relacionamentos, para o seu trabalho e responda: Você realmente se ama? Você realmente faz o melhor para si mesmo?
    Lembre-se: se você não se ama é impossível amar ao próximo – só é possível oferecer algo a alguém quando se possui aquilo que deseja dar.
  3. Você sabe quais são os seus dons naturais?
  4. Você sabe o que te emociona e porque te emociona?

Fique a vontade para comentar sobre a foto e sobre este artigo logo abaixo.

Tenha uma ótima semana e que a vontade esteja desperta em você!

Rodrigo Telles

Comentários

comentários