No artigo de hoje eu falarei e trarei citações do livro As sete leis espirituais do sucesso sobre a lei do carma, que é a terceira lei espiritual do sucesso e uma das minhas preferidas, pois esta lei fez e continua fazendo muita diferença na minha vida.

As Sete Leis Espirituais do Sucesso

As Sete Leis Espirituais do Sucesso

Se você está chegando por aqui agora e ainda não leu os artigos anteriores, saiba que este artigo faz parte de uma série que eu estou escrevendo sobre o livro As sete leis espirituais do sucesso e como você pode coloca-las em prática na sua vida também.

Aqui estão os links para os artigos anteriores:

Introdução – As sete leis espirituais do sucesso
Primeira: A lei da potencialidade pura
Segunda: A lei da doação

Eu resumiria a lei do carma ou de causa e efeito como uma conta universal de débitos e créditos, e você escolhe como quer pagar, mas, inevitavelmente, pagará.

Você como eu, já cometeu muitos erros e injustiças e fez muita gente infeliz, inclusive você mesmo. Essa é uma das poucas certezas que esta existência terrena nos impõe.
Muitas das coisas que você fez de ruim aos outros e a si mesmo são conscientes, porém um número muito maior são inconscientes, ou seja, você nem sabe o mau que causou.

Eu atribuo boa parte desta inconsciência nos atos, ao seu sistema de crenças, pois muitas vezes “creio” estar fazendo o bem, o certo, mas no fundo estou fazendo o mau.

É muito fácil dar um exemplo sobre isso: se você faz um suco de maracujá para o seu filho e coloca açúcar para adoçar, é porque “crê” que está fazendo o bem para ele, pois o maracujá é azedo. Mas você e eu sabemos que o açúcar, principalmente o refinado, é um veneno para a saúde humana.

Quem faria o mau ao seu filho(a) conscientemente?

Saiba você que consciente ou inconscientemente, o universo registrou essa falha na sua conta e a lei do carma ou de causa e efeito dará cabo dela, mais cedo ou mais tarde.

Toda ação gera uma força energética que retorna a nós da mesma forma…
O que semeamos é o que colhemos.
E quando escolhemos ações que levam felicidade e sucesso aos outros, o fruto de nosso carma é a felicidade e o sucesso.

Tudo nesta vida é baseado em escolha. Eu posso dormir mau esta noite e acordar cansado e com sono e ao me levantar, terei que fazer uma escolha para este dia: assumirei o mau humor – e registrarei este “boleto” e muitos outros ao longo do dia na minha conta universal para ser pago no crédito – ou assumirei que meu dia será ótimo e esquecerei a noite mal dormida – assim estarei pagando no débito!

A sua decisão muda tudo!

Eu posso insultá-lo e ofendê-lo e você escolher não se ofender. Da mesma maneira, posso lhe dirigir um cumprimento e você escolher não se sentir envaidecido.

Se eu escolher isso, o que acontecerá? Se seu corpo enviar uma mensagem de conforto, é a escolha certa. Se for uma mensagem de desconforto, a escolha não é adequada.
Somente o coração conhece a resposta certa.

Você foi educado a consultar o seu coração para tomar decisões em sua vida?

Bem, eu não fui e tomei muitas decisões que adicionaram muitas coisas na minha conta universal do carma. Agora toda vez que algo aparentemente ruim acontece na minha vida, a primeira coisa que eu penso e me pergunto é: mais uma bênção em minha vida, hora de pagar as contas! O que eu devo aprender com isso? O que o universo quer me dizer com isso?

Se eu aprender a lição desta vez, estarei pagando a minha dívida no débito e se não aprender nada com isso, escolherei (novamente) pagar no crédito e isso se repetirá em minha vida através de outra oportunidade de pagamento.

Email Address

Agora você já sabe porque o meu treinamento intensivo de 3 dias chama-se “WakeUP – do coração para o coração”.

E o carma passado? Como ele influencia você agora? Há três coisas que podem ser feitas em relação a isso. Uma é pagar seus débitos do carma passado. É o que a maioria das pessoas escolhe fazer, embora inconscientemente. Isso também é uma escolha. Às vezes há muito sofrimento envolvido no pagamento desses débitos, mas a lei do carma é bem clara: diz que nada do que se deve ao universo fica sem pagamento; há um perfeito sistema de acerto de contas nesse universo, uma constante troca de energia “de” e “para”.

A segunda coisa que você pode fazer é transmutar, ou transformar, seu carma numa experiência mais agradável.
Esse é um processo muito interessante. Você pode se perguntar, quando está pagando um débito: “O que estou aprendendo com esta experiência? Porque isso está acontecendo? Qual é a mensagem que o universo está me transmitindo? Como posso tornar útil esta experiência para meus semelhantes?”

Ao fazer isso, você enxerga a semente da oportunidade e ata essa semente da oportunidade ao seu darma, que é o seu propósito de vida e do qual falaremos na sétima lei espiritual do sucesso. Isso lhe permitirá transmutar o carma numa nova expressão.

Eu confesso! Eu não conhecia esta lei quando fundei meu Blog em 2014 e comecei a compartilhar com as pessoas as coisas que eu tinha aprendido. A única coisa que eu pensei foi em ajudar as pessoas com aquilo que eu sabia e tinha aprendido de forma difícil, ou seja, transmutada em nova expressão.

O resultado disso tudo foi a comprovação da lei do carma: eu só tenho aprendido cada vez mais e cada vez mais conhecimentos extraordinários tem sido colocados no meu caminho.

Dessa forma, enquanto paga seu débito com o carma do passado, você está convertendo a adversidade num benefício que poderá lhe trazer riquezas e satisfações. É a transmutação de seu carma numa experiência positiva.

Como aplicar a lei do carma em sua vida diariamente

  1. Observar as escolhas que vai fazer hoje a todo momento. E na observação dessas escolhas, trazê-las para a percepção consciente. Ter bem claro que a melhor maneira de se preparar para todos os momentos do futuro é estar plenamente consciente do presente.
  2. Toda vez que você fizer uma escolha, pergunte: “Quais serão as consequências desta escolha?” ou “Esta escolha trará satisfação e felicidade a mim e aos outros que serão afetados por ela?”
  3. Pedir, então, orientação ao coração e seguir a mensagem enviada por ele de conforto ou desconforto. Se a escolha for de conforto, entregar-se totalmente a ela. Se for de desconforto, parar para ver as consequências daquele ato com sua visão interior. Essa orientação permitirá fazer escolhas corretas espontâneas tanto para você quanto para os que o circundam.

Falar da lei do carma é como chover no molhado. Todo mundo já sabe mas a maioria finge que nada está acontecendo e assim, escolhe pagar suas contas no crédito.

Saiba você, que escolher pagar suas contas no crédito traz consequências sérias, pois o universo utiliza-se de suas ferramentas e instrumentos para lhe trazer a “cura” novamente, e o resultado disso é dor e sofrimento.

Se a sua vida tem sido dolorida e sofrida, agora você já sabe porque!

A pergunta que eu sempre me faço ao finalizar um artigo é: o que você vai fazer com isso agora? Independente da sua escolha, faça conscientemente!

Se você gostou (ou não) deste artigo, não se esqueça de compartilhar com seus familiares e amigos utilizando os recursos abaixo.

Até o próximo artigo desta série, que será sobre a quarta lei: A lei do mínimo esforço!

Pelo seu crescimento,
Rodrigo Telles

Comentários

comentários