É impressionante como pequenas dicas podem fazer toda a diferença na nossa vida e aqui, estou falando da nossa vida como usuários Linux que utilizam o console do Linux para produzir mais, mais depressa, mais eficiente e sem abrir mão da qualidade.

Eu já falei em alguns artigos que se você quer ser mais produtivo no Linux, obrigatoriamente terá que se familiarizar e utilizar diariamente o console do Linux, para alguns, a temida tela preta e saiba que, ainda é possível otimizar cada vez mais o seu trabalho no console do Linux utilizando teclas de atalho e macetes que vão com certeza potencializar a sua produtividade em seu trabalho.

Abaixo eu falo de alguns macetes que utilizo diariamente.

1 Setas direcionais CIMA/BAIXO para acessar o histórico de comandos

Esse é o básico do básico no console do Linux. Saiba que as teclas CIMA e BAIXO lhe permite acessar o histórico de comandos já executados no console. Isso inclui comandos que foram utilizados em uma outra sessão antes da máquina ser ligada.

2 ctrl+r

Essa tecla de atalho é mágica. Quando você tem uma lista grande de comandos já executados no console, fica mais difícil encontrar aquele comando gigante que você demorou algum tempo para construir. Nestes casos o ctrl+r é matador. Basta pressionar esse conjunto de teclas no console que você verá isso no prompt:

(reverse-i-search)`':

Agora basta começar a digitar alguma palavra contida no comando que você quer buscar que ele aparecerá no prompt, se o comando que aparecer for o que você procura, basta pressionar ENTER que ele será executado ou ESC caso queira editá-lo antes de executar. Se o comando que apareceu ainda não é o que você estava procurando, basta pressionar ctrl+r novamente que o bash buscará no histórico o próximo comando que possui aquela palavra. Perceba que a busca é reversa, ou seja, do último para o primeiro comando utilizado.

Legal essa dica né?

3 $_

Essa dica não é exatamente um comando, mas sim uma variável de ambiente que guarda o último parâmetro utilizado no comando anterior. Veja o exemplo abaixo:

$ ls -l /var/spool/libreoffice/uno_packages/cache/
total 0
$ cd $_
$ pwd
/var/spool/libreoffice/uno_packages/cache

Esse também é bem legal e eu o utilizo justamente como no exemplo acima, para entrar em um diretório que acabei de listar ou as vezes para editar um arquivo que acabei de listar. O comando pwd mostra em qual diretório você está no momento.

4 Calculadora no console

As vezes acontece de você querer fazer um cálculo aritmético rápido mas não quer abrir a calculadora do Linux só para isso e nestes casos, saiba que você pode fazer o cálculo no console mesmo:

$ echo $[ 15 * 12 ]
180

5 alias

Eu acredito fortemente que se não existisse a preguiça, algumas boas soluções não teriam sido inventadas e o comando alias, se enquadra nesta categoria :-)
Ele serve para você criar um apelido curto para um comando longo, exemplo:

$ alias lsr='ls -lRt –color=auto'
$ lsr /etc

Acima foi criado um alias chamado lsr para o comando ls juntamente com alguns parâmetros cujo propósito é listar um diretório de forma recursiva e ordenado pela data de alteração dos arquivos. Agora você pode utilizar o alias lsr como um atalho para o comando completo.
Se você digitar somente o comando alias e pressionar ENTER, listará todos os apelidos atualmente definidos. Surpreenda-se com o resultado de apelidos que o bash já cria por padrão :-)

Gostou deste artigo?
Não se esqueça de deixar o seu comentário logo abaixo!

Até a próxima!

Comentários

comentários